MDN’s new design is in Beta! A sneak peek: https://blog.mozilla.org/opendesign/mdns-new-design-beta/

MIME types

Esta tradução está incompleta. Por favor, ajude a traduzir este artigo.

MIME type é o mecanismo para dizer ao cliente a variedade de documentos transmitidos: a extensão de um nome de arquivo não tem significado na web. Portanto, é importante que o servidor esteja configurado corretamente, de modo que o MIME-type correto seja transmitido com cada documento. Os navegadores costumam usar o MIME-type para determinar qual ação usar como padrão para fazer quando um recurso é obtido.

Existem muitos tipos de documentos, por isso há muitos MIME-types. Neste artigo, listaremos os mais importantes para o desenvolvimento da Web, mas você pode encontrá-los para os tipos de documento aplicáveis ​​neste artigo dedicado: Lista completa de MIME types.

MIME types não são a única maneira de transmitir as informações do tipo de documento:

  • Os sufixos de nome são usados ​​às vezes, especialmente em sistemas Microsoft Windows. Nem todos os sistemas operacionais consideram esses sufixos significativos (especialmente Linux e Mac OS), e como um tipo MIME externo, não há garantia de que eles estejam corretos.
  • Números mágicos. A sintaxe dos diferentes tipos de arquivos permite a inferência de tipo de arquivo, olhando para a estrutura. Por exemplo. Cada arquivo GIF começa com o valor hexadecimal 47 49 46 38 [GIF89] ou arquivos PNG com 89 50 4E 47 [.PNG]. Nem todos os tipos de arquivos têm números mágicos, portanto este não é um sistema 100% confiável.

Na Web, apenas o MIME type é relevante e deve ser definido com cuidado. Navegadores e servidores usavam frequentemente heurísticas baseadas em sufixos ou números mágicos para definir o tipo MIME, verificar a coerência ou encontrar o tipo MIME correto quando apenas um tipo genérico foi fornecido.

Sintaxe

Estrutura geral

tipo/subtipo

A estrutura de um MIME type é muito simples; Consiste de um tipo e um subtipo, duas strings, separados por um '/'. Nenhum espaço é permitido. O tipo representa a categoria e pode ser um tipo discreto ou multipart. O subtipo é específico para cada tipo.

Um MIME type é case-insensitive mas tradicionalmente é escrito tudo em minúsculas.

Tipos discretos

text/plain
text/html
image/jpeg
image/png
audio/mpeg
audio/ogg
audio/*
video/mp4
application/octet-stream
…

Tipos discretos indicam a categoria do documento, ele pode ser um dos seguintes:

Tipo Descrição Exemplos de subtipos típicos
text Representa qualquer documento que contenha texto e é teoricamente legivel para o ser humano. text/plain, text/html, text/css, text/javascript
image Representa qualquer tipo de imagens. Os vídeos não estão incluídos, embora imagens animadas (como gif animado) sejam descritas com um tipo de imagem. image/gif, image/png, image/jpeg, image/bmp, image/webp
audio Representa qualquer tipo de arquivo de audio audio/midi, audio/mpeg, audio/webm, audio/ogg, audio/wav
video Representa qualquer tipo de arquivo de video video/webm, video/ogg
application Representa qualquer tipo de dados binários. application/octet-stream, application/pkcs12, application/vnd.mspowerpoint, application/xhtml+xml, application/xmlapplication/pdf

Para documentos de texto sem um subtipo especifico, text/plain deverá ser usado. Assim como, para documentos binários sem subtipo especifico ou conhecido, application/octet-stream deverá ser usado.

Tipos de multipart

multipart/form-data
multipart/byteranges

Multipart types indicam uma categoria de documento que são quebrados em partes distintas, muitas vezes com diferentes tipos MIME. É uma maneira de representar um documento composto. Com exceção de multipart/form-data, que são usados ​​em relação de formularios HTML e metodo POST, e multipart/byteranges que são usados em conjunto com 206 Mensagem de status de conteúdo parcial para enviar apenas um subconjunto de um documento inteiro, o HTTP não manipula documentos de várias partes de uma maneira específica: a mensagem é simplesmente transmitida ao navegador (o que provavelmente irá propor uma janela Salvar como, sem saber como exibir o documento).

Importantes MIME types para desenvoledores Web

application/octet-stream

Este é o valor padrão para um arquivo binario. Como é um arquivo binário desconhecido, os navegadores geralmente não irá executá-lo automaticamente, ou irá perguntar se ele deve ser executado. Eles tratam-na como se o cabeçalho Content-Disposition fosse definido com o anexo de valor e propusessem um "Salvar como".

text/plain

Este é o valor padrão para arquivos de texto. Mesmo se realmente significa arquivo textual desconhecido, os navegadores assumem que eles podem exibi-lo.

Note que text/plain não significa qualquer tipo de dados textuais. Se eles esperam um tipo específico de dados textuais, eles provavelmente não consideram uma correspondência. Especificamente se eles baixarem um arquivo text/plain de um elemento <link> declarando arquivos CSS, eles não o reconhecerão como arquivos CSS válidos se forem apresentados com text/plain.
O CSS mime tipo text/css deve ser usado.

text/css

Quaisquer arquivos CSS que têm de ser interpretados como tal em uma página da Web devem ser dos arquivos de text/css. Muitas vezes os servidores não reconhecem arquivos com o sufixo .css como arquivos CSS, em vez disso, enviam-nos com o tipo MIME de text/plain ou application/octet-stream: nesses casos, eles não serão reconhecidos como arquivos CSS pela maioria dos navegadores e serão silenciosamente ignorados.
Atenção especial tem de ser paga para servir arquivos CSS com o tipo correto.

text/html

Todo o conteúdo HTML deve ser exibido com este tipo. Tipos MIME alternativos para XHTML (como application/xml+html) são em sua maioria inúteis hoje em dia (HTML5 unificou esses formatos).

Images types

Apenas um punhado de tipos de imagem são amplamente reconhecidos e são considerados seguros na Web, prontos para uso em uma página da Web:

MIME type Image type
image/gif GIF images (Compressão sem perdas, substituído por PNG)
image/jpeg JPEG images
image/png PNG images
image/svg+xml SVG images (vector images)

Há uma discussão para adicionar WebP (image / webp) a esta lista, mas como cada novo tipo de imagem irá aumentar o tamanho de um codebase, isso pode introduzir novos problemas de segurança, então os fornecedores de navegador são cautelosos em aceitá-lo.

Outros tipos de imagens podem ser encontrados em documentos da Web. Por exemplo, muitos navegadores suportam tipos de imagem de ícones para favicons ou similares.
Em particular, as imagens do ICO são suportadas neste contexto com o tipo MIME image/x-icon.

Audio and video types

Como as imagens, o HTML não define um conjunto de tipos suportados para usar com os elementos <audio> e <video> , de modo que apenas um grupo relativamente pequeno deles pode ser Usado na Web. Os formatos de mídia suportados pelos elementos de áudio e vídeo em HTML explicam os codecs e formatos de contêiner que podem ser usados.

O tipo MIME de tais arquivos principalmente representam os formatos de contêiner e os mais comuns em um contexto da Web são:

MIME type Audio or video type
audio/wave
audio/wav
audio/x-wav
audio/x-pn-wav
Um arquivo de áudio no formato de recipiente WAVE. O codec de áudio PCM (WAVE codec "1") é freqüentemente suportado, mas outros codecs têm suporte mais limitado (se houver).
audio/webm Um arquivo de áudio no formato de contêiner WebM. Vorbis e Opus são os codecs de áudio mais comuns.
video/webm Um arquivo de vídeo, possivelmente com áudio, no formato de contêiner WebM. VP8 e VP9 são os codecs video os mais comuns usados ​​dentro dele; Vorbis e Opus os codecs de áudio mais comuns.
audio/ogg Um arquivo de áudio no formato de contêiner OGG. Vorbis é o codec de áudio mais comum usado em tal recipiente.
video/ogg Um arquivo de vídeo, possivelmente com áudio, no formato de contêiner OGG. Theora é o codec video usual usado dentro dele; Vorbis é o codec de áudio usual.
application/ogg Um arquivo de áudio ou vídeo usando o formato de contêiner OGG. Theora é o codec video usual usado dentro dele; Vorbis é o codec de áudio usual.

multipart/form-data

O tipo multipart/form-data pode ser usado ao enviar o conteúdo de um  formulario HTML preenchido do navegador para o servidor. Como um documento multipart formal, consiste em partes diferentes, delimitado por um limite (uma seqüência de caracteres começando com um traço duplo '--'). Cada parte é uma entidade por si só, com seus próprios cabeçalhos HTTP, Content-Disposition, e Content-Type Para os campos de upload de arquivos, e os mais comuns (Content-Length É ignorada como a linha de limite é usada como o delimitador).

Content-Type: multipart/form-data; boundary=aBoundaryString
(Outros cabeçalhos associados ao documento em várias partes como um todo)

--aBoundaryString
Content-Disposition: form-data; name="myFile"; filename="img.jpg"
Content-Type: image/jpeg

(dados)
--aBoundaryString
Content-Disposition: form-data; name="myField"

(dados)
--aBoundaryString
(mais subpartes)
--aBoundaryString--

O seguinte formulario:

<form action="http://localhost:8000/" method="post" enctype="multipart/form-data">
  <input type="text" name="myTextField">
  <input type="checkbox" name="myCheckBox">Check</input>
  <input type="file" name="myFile">
  <button>Send the file</button>
</form>

Enviará está mensagem:

POST / HTTP/1.1
Host: localhost:8000
User-Agent: Mozilla/5.0 (Macintosh; Intel Mac OS X 10.9; rv:50.0) Gecko/20100101 Firefox/50.0
Accept: text/html,application/xhtml+xml,application/xml;q=0.9,*/*;q=0.8
Accept-Language: en-US,en;q=0.5
Accept-Encoding: gzip, deflate
Connection: keep-alive
Upgrade-Insecure-Requests: 1
Content-Type: multipart/form-data; boundary=---------------------------8721656041911415653955004498
Content-Length: 465

-----------------------------8721656041911415653955004498
Content-Disposition: form-data; name="myTextField"

Test
-----------------------------8721656041911415653955004498
Content-Disposition: form-data; name="myCheckBox"

on
-----------------------------8721656041911415653955004498
Content-Disposition: form-data; name="myFile"; filename="test.txt"
Content-Type: text/plain

Simple file.
-----------------------------8721656041911415653955004498--

multipart/byteranges

O tipo MIME multipart/byteranges é usado no contexto de enviar respostas parciais para o navegador. Quando o código de status de conteúdo parcial 206 é enviado, este tipo MIME é usado para indicar que o documento é composto de várias partes, uma para cada um do intervalo solicitado. Como outros tipos de multipart, o Content-Type usa a diretiva de limite para definir a seqüência de limites. Cada uma das diferentes partes tem um cabeçalho Content-Type com o tipo real do documento e um Content-Range com o intervalo que representam.

HTTP/1.1 206 Partial Content
Accept-Ranges: bytes
Content-Type: multipart/byteranges; boundary=3d6b6a416f9b5
Content-Length: 385

--3d6b6a416f9b5
Content-Type: text/html
Content-Range: bytes 100-200/1270

eta http-equiv="Content-type" content="text/html; charset=utf-8" />
    <meta name="vieport" content
--3d6b6a416f9b5
Content-Type: text/html
Content-Range: bytes 300-400/1270

-color: #f0f0f2;
        margin: 0;
        padding: 0;
        font-family: "Open Sans", "Helvetica
--3d6b6a416f9b5--

Importância de definir o MIME type correto

A maioria dos servidores web envia recursos de tipo desconhecido usando o tipo MIME de application/octet-stream padrão. Por razões de segurança, a maioria dos navegadores não permite definir uma ação padrão personalizada para esses recursos, forçando o usuário a armazená-lo no disco para usá-lo. Algumas configurações de servidor incorretamente exibidas ocorrem com os seguintes tipos de arquivo:

  • Arquivos RAR-codificados. Neste caso, o ideal seria definir o verdadeiro tipo de arquivos codificados; Isso muitas vezes não é possível (como pode não ser conhecido para o servidor e esses arquivos podem conter vários recursos de tipos diferentes). Nesse caso, configurando o servidor para enviar o tipo MIME application/x-rar-compressed , ss usuários não terão definido uma ação padrão útil para eles

  • Arquivos de áudio e vídeo. Somente recursos com o Tipo MIME correto serão reconhecidos e reproduzidos em elementos <video> ou <áudio>. Certifique-se de usar o tipo correto para áudio e vídeo.

  • Tipos de arquivos proprietários. Preste especial atenção ao servir um tipo de arquivo proprietário. Evite usar o application/octet-stream como manipulação especial não será possível: a maioria dos navegadores não permitem definir um comportamento padrão (como "Abertura no Word") para este tipo MIME genérico.

MIME sniffing

Na ausência de um tipo MIME, ou em alguns outros casos em que um cliente acredita que estão incorrectamente definidos, os navegadores podem conduzir MIME sniffing, que está adivinhando o tipo MIME correto, olhando para o recurso. Cada navegador executa isso de forma diferente e em circunstâncias diferentes. Existem algumas preocupações de segurança com esta prática,
Como alguns tipos MIME representam conteúdo executável e outros não. Os servidores podem bloquear MIME sniffing enviando o X-Content-Type-Options ao longo do Content-Type.

See also

Etiquetas do documento e colaboradores

 Colaboradores desta página: marcusedu
 Última atualização por: marcusedu,