Esta tradução está incompleta. Por favor, ajude a traduzir este artigo.

This is an experimental technology
Check the Browser compatibility table carefully before using this in production.

A API Push torna possível que aplicações web recebam mensagens enviadas a elas de um servidor, indepententemente de aplicação estar ou não em primeiro plano, ou até mesmo carregada, em um agente de usuário. Isso permite que desenvolvedores entreguem notificações e atualizações assíncronas a usuários que optarem por elas, resultando num melhor engajamento com conteúdo novo oportuno.

Nota: Esta documentação cobre a especificação W3C da API Push; se você procura pela documentação do sistema de notificação proprietária do mecanismo push, veja Simple Push.

Conceitos e uso de Push

Para uma aplicação receber mensagens push, ela precisa ter um service worker ativo. Quando o service worker está ativo, ele pode se inscrever para utilizar notificações push PushManager.subscribe().

O resultado de PushSubscription inclui toda informação que a aplicação precisa para receber uma mensagem push: um endpoint e a chave encriptada necessária para o envio de dados.

O service worker será iniciado conforme o necessário para lidar com as mensagens recebidas, que são entregues ao manipulador de evento ServiceWorkerGlobalScope.onpush . Isto permite que a aplicação reaja a cada mensagem recebida, por exemplo para exibir a notificação ao usuário (usando ServiceWorkerRegistration.showNotification().)

Cada assinatura é única para um service worker.  O endpoint para a assinatura é uma capability URL única: o conhecimento do endpoint é tudo que é necessário para enviar uma mensagem para sua aplicação. A URL do endpoint precisa ser mantida em segredo, ou outras aplicações estranhas poderão enviar mensagens push para a sua aplicação.

A ativação de um service worker para entregar mensagens push pode resultar em um aumento de uso de recursos, particularmente de bateria. Diferentes navegadores tem diferentes formas para lidar com isso — atualmente não existe uma forma padrão. Firefox permite um número limitado (cota) de mensagens push para serem enviadas para uma aplicação, embora as mensagens Push que gerem notificações são isentas deste limite.  O limite é atualizado a cada site visitado. Numa comparação, Chrome não aplica nenhum limite, mas requer que cada mensagem push exiba uma notificação.

Nota: A partir do Gecko 44, a cota permitida de mensagens push por aplicação não é incrementada quando uma nova notificação é disparada quando outra está visível, por um período de três segundos. Isso lida com casos em que várias notificações são recebidas ao mesmo tempo, mas nem todas estão visíveis.

Nota: Chrome atualmente requer que você crie um projeto no Google Cloud Messaging para enviar mensagens push e use um número do projeto e chave da API para o envio de notificações push. Isto também requer um app manifest com alguns parâmetros especiais para usar o serviço. Essa restrição deverá ser removida no futuro.

Interfaces

PushEvent
Representa uma ação push enviada para o global scope de um ServiceWorker. Ele contém informações enviadas de uma aplicação para um PushSubscription.
PushManager
Fornece uma forma de receber notificações de servidor third-party bem como solicitar URL para notificações push. Essa interface substitui a funcionalidade oferecida que está obsoleta PushRegistrationManager interface.
PushMessageData
Fornece acesso aos dados push enviados por um servidor, e inclui métodos para manipular os dados recebidos.
PushSubscription
Fornece a URL de assinatura do endpoint e permite o cancelamento da assinatura de um serviço push.

Service worker additions

As seguintes informações adicionais para a Service Worker API foram especificadas na Push API spec, para fornecer um ponto de entrada para usar mensagens Push, e para monitorar e responder os eventos de envio e assinatura.

ServiceWorkerRegistration.pushManager Somente leitura
Retorna uma referência para a interface PushManager para administrar assinaturas push incluindo subscrever, obter uma assinatura ativa e acessar o status de permissão de envio. Este é o ponto de entrada para usar mensagens Push.
ServiceWorkerGlobalScope.onpush
Um manipulador de eventos disparado sempre que um evento  push ocorre; isto é, sempre que uma mensagem do servidor de envio for recebida.
ServiceWorkerGlobalScope.onpushsubscriptionchange
Um manipulador de eventos disparado sempre que um evento  pushsubscriptionchange ocorre; por exemplo, quando uma assinatura push está inválida, ou está prestes a ser invalidada (ex. quando um serviço push service define um tempo de expiração.)

Especificações

Especificação Status Comentário
Push API Rascunho atual Definição Inicial

Compatibilidade em Browsers

Funcionalidade Chrome Firefox (Gecko) Internet Explorer Opera Safari (WebKit)
Suporte básico 42.0 44.0 (44.0)[1] Não suportado[2] ? ?
PushEvent.data,
PushMessageData
Não suportado 44.0 (44.0) Não suportado Não suportado Não suportado
Funcionalidade Android Android Webview Firefox Mobile (Gecko) Firefox OS IE Mobile Opera Mobile Safari Mobile Chrome for Android
Suporte básico Não suportado Não suportado Não suportado Não suportado ?[2] ? ? 42.0
PushEvent.data,
PushMessageData
Não suportado Não suportado Não suportado Não suportado Não suportado Não suportado Não suportado Não suportado

[1] Atualmente disponível apenas nas versões desktop do Firefox; ainda, mensagens push são encaminhadas apenas quando o Firefox está em execução.

[2] Ainda não implementado. Veja Microsoft Edge status information.

Veja também

Etiquetas do documento e colaboradores

 Colaboradores desta página: rodrigoalexandresc, fahadkalil, rmunhoz
 Última atualização por: rodrigoalexandresc,