Tradução em progresso.

O alvo de uma requisição HTTP é chamada de "resource", ou recurso em português, com a natureza ainda não definida; Isso pode ser um documento, uma foto ou qualquer outra coisa. Cada recirso é identificado por uma Identificação de recursos uniforme, do inglês Uniform Resource Identifier (URI) usada pelo HTTP para identificar recursos.

A identidade e a localização de recursos na Web são fornecidas, principalmente por um único URL (Uniform Resource Locator, um tipo de URI). Pode ser que as vezes as a identidade e a localização não são dadas pelo mesmo URI: O HTTP usa um cabeçalho HTTP específico, Alt-Svc quando o recurso solicitado quer que o cliente acesse-o de outra localização

URLs e URNs

URLs

A forma mais comum de URL é o Uniform Resource Locator (URL) , que é conhecido como endereço de Web.

https://developer.mozilla.org
https://developer.mozilla.org/pt-BR/docs/Learn/
https://developer.mozilla.org/pt-BR/search?q=URL

Qualquer um desses URLs podem ser digitado na barra de endereços do seu navegador dizendo para carregar a página associada (recurso).

Uma URL é composta por diferentes partes, algumas são estritamente necessárias e outras são opcionais. Um exemplo mais complexo seria algo como isso:

http://www.exemplo.com:80/pasta/para/meu-arquivo.html?chave1=valor1&chave2=valor2#AlgumaCoisaNoDocumento

URNs

Um Nome de Recurso Uniforme do inglês Uniform Resource Name (URN) é uma URI que identifica um recurso pelo nome em um namespace particular.

urn:isbn:9780141036144
urn:ietf:rfc:7230

As duas URNs correspondem

  • o livro Nineteen Eighty-Four por George Orwell,
  • a especificação 720 da IETF, Hypertext Transfer Protocol (HTTP/1.1): Sintaxe de mensagem e rotas.

Sintaxe daUniform Resource Identifiers (URIs)

Esquema ou protocolo

Protocol
http:// é o protocolo. Ele indica qual é o protocolo que o navegador irá usar. Usualmente o protocolo é o HTTP, ou sua versão segura, HTTPS. A Web requer um desses dois, mas os navegadores tambem sabem como lidar com outros protocolos como o mailto: (para abrir um cliente de email) ou o ftp: para fazer uma transferêcia de arquivo, então não fique surpreso se ver alguns desses protocolos. Esquemas comuns são:
Esquema Descrição
data URI de dados
file Nomes de arquivos específicos do host
ftp Protocolo de transferência de arquivo
http/https Hyper text transfer protocol (Secure)
mailto Endereço de correio eletrônico (e-mail)
ssh Secure shell
tel telefone
urn Uniform Resource Names
view-source Código fonte de um recurso
ws/wss Conecções de WebSocket (Encriptadas)

Autoridade

Domaine Name
www.example.com é o nome de domínio ou autoridade que governa o namespace. Ele indica qual servidor web será solicitado. Alternativamente, é possível utilizar um IP address, mas isso pode ser menos conveniente e não é muito utilizado na Web.

Porta

Port
:80 é a porta nesta instância . Ela indica qual é o "portao" técnico usado para acessar os recursos no servidor web. Usualmente ela é omitida se o servidor web utiliza a porta padrão do protocolo HTTP (80 para HTTP e 443 para HTTPS) para garantir o acesso aos recursos. Do contrário, ela se torna obrigatória.

Caminhos

Path to the file
/path/to/myfile.html é o caminho para o recurso no servidor Web. Nos primeiros dias da Web, um caminho era representado pelo caminho físico correspondente no servidor web. Hoje em dia isso é mais uma abstração  tratada pelos servidores Web não sendo necessariamente o endereço físico do arquivo em questão.

Query / Parâmetros

Parameters
?key1=value1&key2=value2 são parâmetros extras fornecidos ao servidor Web. Eles são uma lista de pares chaves/valores separados com o símbolo &  O servidor web pode usar esses parametros para fazer coisas extras depois retornando o recurso para o usuário. Cada servidor web tem suas regras em relação aos parâmetros, e o unico jeito confiável de saber como um servidor Web especifico trata os parâmetros é perguntando o dono do servidor.

Fragmentos

Anchor
#SomewhereInTheDocument é uma âncora para outra parte do próprio recurso. Uma âncora representa uma espécie de "marcador" dentro do recurso, dando ao navegador as instruções para mostrar o conteúdo localizado naquele ponto "marcado". Em um documento HTML, por exemplo, o navegador erá dar scroll para a ancora em um ponto definido; em um vídeo ou audio, o navegor erá tentar ir para o tempo que a âncora representa. Vale ressaltar que a parte após o #, também conhecido como identificador de fragmento, nunca é enviado ao servidor com o pedido. 

Exemplos

https://developer.mozilla.org/en-US/docs/Learn
tel:+1-816-555-1212
git@github.com:mdn/browser-compat-data.git
ftp://example.org/resource.txt
urn:isbn:9780141036144

Especificações

Specification Title
RFC 7230, section 2.7: Uniform Resource Identifiers Hypertext Transfer Protocol (HTTP/1.1): Message Syntax and Routing

Veja também

Etiquetas do documento e colaboradores

 Colaboradores desta página: marciioluucas
 Última atualização por: marciioluucas,