MDN’s new design is in Beta! A sneak peek: https://blog.mozilla.org/opendesign/mdns-new-design-beta/

Aplicações web e ARIA - Perguntas Frequentes (FAQ)

O que significa ARIA?

WAI-ARIA, que quer dizer Accessible Rich Internet Applications (Aplicações Ricas para uma Internete Acessível), são as especificações da Web Accessibility Initiative (Iniciativa pela Acessibilidade na Web), da W3C (World Wide Web Consortium). O conjunto ARIA oferece a maneira de tornar as aplicações e widgets da rede mundial mais acessíveis a uma diversidade maior de pessoas, incluindo quem utiliza tecnologias assistivas, como leitores de telas, ou lentes de aumento.

O conjunto ARIA fornece semânticas adicionais para descrever a função (role), estado (state) e funcionalidade de muitos controles familiares da interface de utilização, tais como menus, deslizantes, árvores e diálogos. E, também, provê informação estrutural adicional, o que auxilia os autores a identificar as áreas de referência (landmarks), regiões e malhas nas suas páginas. O conjunto ARIA habilita aplicações dinâmicas e widgets gerenciados pela JavaScript a interoperar com uma gama de tecnologias assistivas baseadas em ambiente.

Para mais informações sobre como criar widgets acessíveis com ARIA, veja a Visão geral da acessibilidade em aplicações web e widgets -  Overview of accessible web applications and widgets.

ARIA - onde tem suporte?

ARIA é um grupo de especificações relativamente novo, mas o suporte está crescendo. Uma larga variedade de navegadores comumente usados, tecnologias assistivas, conjunto de ferramentas JavaScript e aplicações, agora, suportam o conjunto ARIA. Entretanto, velhas versões destas tecnologias ainda podem estar sendo utilizadas por muita gente. Quem sabe você possa considerar a implementação de ARIA pela utilização de técnicas de aprimoramento progressivo — como adicionar ARIA usando JavaScript e não diretamente na sua marcação — no intuito de obter, graciosamente, o suporte nos navegadores e tecnologias assistivas mais antigos.

O conjunto ARIA encontra suporte nos seguintes navegadores:

Navegadorr Versão Mínima Observações
Firefox 3.0+ Funciona com NVDA,  JAWS 10+ e Orca
Chrome Mais recentes O suporte a leitores de tela ainda é experimental a partir do Chrome 15
Safari 4+ No Safari 5 o suporte está muito melhorado.
Para regiões dinâmicas é preciso o Safari 5 com VoiceOver no iOS5, ou OS X Lion
Opera 9.5+

Necessita o VoiceOver no OS X.                                                   TBD: como está funcionando atualmente?

Internet Explorer 8+ Funciona com JAWS 10+ e NVDA.                                          Não existe suporte para regiões dinâmicas no NVDA.
O suporte em IE9  está muito aperfeiçoado.

Em certos casos, as versões anteriores podem suportar, apenas, algumas características do conjunto ARIA. Tabelas mais detalhadas da compatibilidade de navegadores estão disponíveis a partir de múltiplas fontes:

Tecnologias Assistivas

As tecnologias assistivas estão, progressivamente, abraçando o conjunto ARIA. Algumas delas incluem:

Tecnologia Assistiva Versão mínima para o conjunto ARIA básico Versão mínima para regiões dinâmicas e suportes de alerta
NVDA 2010.2
(NVDA é, sempre, um aprimoramento gratuito)
2011.1 para Firefox, sem apoio para regiões dinãmicas no IE a partir de 2011.2.
Orca ? (TBD) ? (TBD)
VoiceOver OSX 10.5,
iOS 4
OS X 10.7
iOS 5
JAWS 8 10
Window-Eyes 7 Atualmente, sem suporte para regiões vivas
ZoomText ? Atualmente, sem suporte para regiões vivas

Nota: as primeiras versões destas ferramentas tinham, muitas vezes, implementações ARIA parciais, ou com problemas.

Para notas sobre o suporte  JAWS para ARIA a partir do JAWS 10, veja este artigo do Paciello Group: JAWS Support for ARIA.

O Conjunto de Ferramentas JavaScript

Funções, estados, e propriedades ARIA foram adicionadas a uma série de conjuntos de ferramentas JavaScript populares para a interface de utilização, incluindo:

  • Dojo/Dijit
  • jQuery UI
  • Fluid Infusion
  • Google Closure
  • Google Web Toolkit
  • BBC Glow
  • Yahoo! User Interface Library (YUI)

Para mais informações sobre acessibilidade com o conjunto de ferramentas JavaScript, leia:

Você pode me dar um exemplo do conjunto ARIA em ação?

Com prazer: ) Eis, aqui, a marcação para um widget de uma barra de progresso:

<div id="percent-loaded" role="progressbar" aria-valuenow="75" aria-valuemin="0" aria-valuemax="100" />

Esta barra de progresso é construída usando uma <div>, o que não é muito descritivo. Infelizmente, não há muitas etiquetas semânticas disponíveis para desenvolvedores em HTML 4, logo, nós precisamos incluir as funções e propriedades ARIA. Estas são especificadas pela adição de atributos ao elemento. Neste exemplo, o atributo role="progressbar" informa, ao navegador, que este elemento é, agora, um widget de barra de progresso movimentado pela JavaScript. Os atributos aria-valuemin (aria-valor mínimo) e aria-valuemax (aria-valor máximo) determinam os valores mínimo e máximo para essa barra de progresso e o aria-valuenow (aria-valor agora) descreve o seu estado atual.

Além de inseridos diretamente na marcação, os atributos ARIA podem ser adicionados ao elemento e atualizados dinamicamente pela utilização de códigos em JavaScript, como este:

// Find the progress bar <div> in the DOM.
var progressBar = document.getElementById("percent-loaded");

// Set its ARIA roles and states, so that assistive technologies know what kind of widget it is.
progressBar.setAttribute("role", "progressbar");
progressBar.setAttribute("aria-valuemin", 0);
progressBar.setAttribute("aria-valuemax", 100);

// Create a function that can be called at any time to update the value of the progress bar.
function updateProgress(percentComplete) {
  progressBar.setAttribute("aria-valuenow", percentComplete);
}

 

Se eu adicionar ARIA a estruturação, ou o comportamento, da minha página vão mudar?

Não, o conjunto ARIA é disponibilizado, apenas, para as tecnologias assistivas APIs (Interface de Programação de Aplicações) e não afeta as funcionalidades nativas dos navegadores em relação ao DOM, nem ao estilo. Do ponto de vista dos navegadores, a HTML nativa define o significado semântico e o comportamento de um elemento, com os atributos ARIA agindo como uma camada de topo, com a finalidade de dar suporte à TA/AT API. Embora o conjunto ARIA não vá alterar qualquer modelo, bem como todos os atributos HTML, a CSS pode tirar vantagem dos atributos ARIA como seletores de elemento. Isto pode providenciar um mecanismo conveniente para o modelo de widgets capacitados com ARIA.

.tab-panel[aria-hidden="true"] {
  display: none;
  }
  
.tab-panel[aria-hidden="false"] {
  display: block;
  }

E quanto à validação?

Os novos atributos introduzidas em ARIA, tais como role e aqueles com o prefixo aria-, não são, oficialmente, parte das especificações HTML 4, ou XHTML 4. Como resultado, as páginas que incluem ARIA podem não validar o uso ferramentas como o  W3C's Markup Validator.

A primeira solução potencial para este problema é evitar inserir as funções e os estados ARIA diretamente na sua marcação. Em vez disso, use a JavaScript para adicionar, dinamicamente, o conjunto ARIA à sua página, como mostrado na resposta à " Você pode me dar um exemplo do conjunto ARIA em ação?". A sua página ainda vai ser, teoricamente, inválida, mas vai passar todas as verificações de validação estática corretamente.

Outra alternativa é usar a declaração de tipo de documento (doctype) HTML5, que inclui suporte embutido para ARIA. O validador HTML5  do W3C nunca vai encontrar usos inválidos de ARIA em páginas HTML5 para você.

Como a HTML 5 se relaciona com o conjunto ARIA?

A HTML 5 introduz uma série de novas etiquetas semânticas úteis na linguagem HTML. Algumas delas se justapõe, diretamente, com as funções disponíveis em ARIA, tais como o novo elemento <progress>. Nos casos em que o navegador suporte uma marcação HTML que também exista em ARIA, normalmente, não há a necessidade de acrescentar as funções e estados ARIA ao elemento. O conjunto ARIA engloba muitas funções, estados e propriedades que não estão disponíveis em HTML5, então, estas continuarão sendo úteis aos desenvolvedores que usam HTML5. Para mais informações, Steve Faulkner escreveu um ótimo  overview of the relationship between HTML5 and ARIA (em inglês).

Degrading Gracefully de HTML5 para ARIA

Ao entregar conteúdo a navegadores que não são sensíveis à linguagem HTML5, você pode considerar uma gracefully degrading para o uso do conjunto ARIA, quando necessário. Assim, utilizando o exemplo da barra de progresso, você pode fazer a alteração para uma "role="progressbar", nos casos em que a marcação <progressbar> não for suportada.

Aqui você tem um exemplo da marcação usada para uma barra de progresso em HTML5:

<!DOCTYPE html>
<html>
  <head><title>Gracefully degrading progress bar</title></head>
  <body>
    <progress id="progress-bar" value="0" max="100">0% complete</progress>
    <button id="update-button">Update</button>
 </body>
</html>

...e aqui está o código JavaScript que vai garantir que a barra de progresso ainda funcione em navegadores mais antigos:

var progressBar = document.getElementById("progress-bar");
      
// Check to see if the browser supports the HTML5 <progress> tag.
var supportsHTML5Progress = (typeof (HTMLProgressElement) !== "undefined");

function setupProgress() {
  if (!supportsHTML5Progress) {
    // HTML5 <progress> isn't supported in this browser, so we need to add
    // ARIA roles and states to the element.
    progressBar.setAttribute("role", "progressbar");
    progressBar.setAttribute("aria-valuemin", 0);
    progressBar.setAttribute("aria-valuemax", 100);
  }
}

function updateProgress(percentComplete) {
  if (!supportsHTML5Progress) {
    // HTML5 <progress> isn't supported by this browser, 
    // so we need to update the aria-valuenow attribute
    progressBar.setAttribute("aria-valuenow", percentComplete);
  } else {
    // HTML5 <progress> is supported, so update the value attribute instead.
    progressBar.setAttribute("value", percentComplete);
  }

  progressBar.textContent = percentComplete + "% complete";
}

function initDemo() {
  setupProgress(); // Setup the progress bar.     

  // Bind a click handler to the button, which will update the progress bar to 75%.
  document.getElementById("update-button").addEventListener("click", function (e) {
    updateProgress(75);
    e.preventDefault();
  }, false);
}
initDemo();

 

Como funcionam as tecnologias assistivas?

Tecnologias assistivas usam uma API (Interface de Programação de Aplicações) construída em cada sistema operacional, concebida, especificamente, para descrever as funções, estados e estruturas da interface de utilização de uma aplicação. Por exemplo, um leitor de tela utiliza esta API para ler a interface de utilização com um mecanismo de vocalização do texto, uma lente de aumento a utiliza para realçar áreas importantes - ou ativas - da tela e um teclado virtual pode utilizá-la para proporcionar um tipo de teclado mais eficiente dentro de determinado contexto - ou o controle da UI. Tecnologias assistivas, muitas vezes, também acessam uma página do DOM, do princípio ao fim, através desta API, para entender sua semântica e atributos da página.

O conjunto ARIA proporciona uma ponte entre o mundo do DOM e a área de trabalho. Os navegadores expõe os elementos capacitados com o conjunto ARIA para as APIs das tecnologias assistivas, como se estes fossem widgets nativos. Como resultado, quem os utiliza ganha uma experiência de uso muito mais consistente, na qual widgets dinâmicos, da web, impulsionados pela JavaScript são comparáveis aos seus equivalentes da área de trabalho.

 

Como experimento o uso que fiz do conjunto ARIA? Existem ferramentas gratuitas disponíveis?

Existem várias ferramentas de inspeção e depuração para ajudar você no seu teste da ação do conjunto ARIA:

Há vários leitores de tela gratuitos, ou de código aberto, que podem ser utilizados, para você colocar a mão na massa nos seus testes com ARIA. Estes incluem:

Quando você estiver testando um leitor de tela, mantenha dois pontos-chave em mente:

  1. Experimentadores ocasionais de leitores de tela nunca vão opinar suficientemente, por isso, teste e obtenha respostas de quem, realmente, utiliza essas tecnologias.
  2. A acessibilidade vai muito além de, apenas, dar suporte aos leitores de tela. Tente experimentar uma variedade de técnicas de usabilidade e acessibilidade.

Outras ferramentas de teste úteis e técnicas para aplicativos e widgets com habilitação ARIA:

Onde acontecem as discussões sobre ARIA?

Onde posso aprender mais sobre ARIA?

a autoria do artigo é de: morenoh149, kscarfone, akhabibullina, xfq, Fredchat, mpiotrowicz, Sheppy, BrendanMcKeon, anastasia, jswisher, Aaronlev, colinbdclark.

 

Etiquetas do documento e colaboradores

 Colaboradores desta página: Aschlla
 Última atualização por: Aschlla,