MDN wants to learn about developers like you: https://qsurvey.mozilla.com/s3/MDN-dev-survey

Esta tradução está incompleta. Por favor, ajude a traduzir este artigo.

O Inspetor de Armazenamento é novo no Firefox 34.

Inspetor de Armazenamento vem desabilitado por padrão. Habilite-o nas Configurações de Ferramentas do Desenvolvedor.

O Inspetor de Armazenamento permite a você inspecionar diversos tipos de armazenamento que uma página na web pode usar. Atualmente ele pode ser usado para inspecionar os seguintes tipos de armazenamento:

  • Cookies - Todos os cookies criados pela página ou quaisquer iframes dentro da página. Cookies criados como parte de uma resposta de chamada de rede também são listados, mas apenas para chamadas que aconteceram enquanto a ferramenta estava aberta.
  • Local Storage - Todos os itens de armazenamentos locais criados pela página ou quaisquer iframes dentro da página.
  • Session Storage - Todas os itens de armazenamento de sessão criados pela página ou quaisquer iframes dentro da página.
  • IndexedDB - Todos os bancos de dados IndexedDB criados pela página ou quaisquer iframes dentro da página, seus Object Stores e os itens armazenados nestes Object Stores.

Pelo tempo presente, o Inspetor de Armazenamento fornece apenas uma visão read-only do armazenamento. Mas estamos trabalhando para permitir a você editar o conteúdo do armazenamento em futuros lançamentos.

Abrindo o Inspetor de Armazenamento

Uma vez habilitado, você poderá abrir o Inspetor de Armazenamento selecionando "Inspetor de Armazenamento" a partir do submenu do Desenvolvedor Web no Painel de Menu do Firefox (ou menu de Ferramentas se você exibir a barra de menu ou estiver no Mac OS X), or pressionando o atalho de teclado Shift + F9.

Caixa de Ferramentas vai aparecer na parte de baixo da janela do navegador, com o Inspetor de Armazenamento ativado. Ele é chamado apenas de "Armazenamento" na Caixa de Ferramentas do Desenvolvedor.

Interface de Usuário do Inspetor de Armazenamento

A UI do Inspetor de Armazenamento é dividida em três componentes principais:

Árvore de armazenamento

A árvore de armazenamento lista todos os tipos de armazenamentos que o Inspetor de Armazenamento pode inspecionar. Para cada tipo, ele possui uma lista de todas as possíveis origens disponíveis. Uma origem é um domínio ou um hostname para diferentes tipos de armazenamento. Para cookies, o protocolo não diferencia a origem. Para indexedDB ou armazenamento local uma origem é uma combinação de protocolo + hostname. Por exemplo, "http://mozilla.org" e "https://mozilla.org" são duas origens diferentes então itens de armazenamento local não podem ser compartilhados entre eles.

Enquanto cookies, armazenamento local e itens de armazenamento de sessão são diretamente associados a uma origem, para indexedDB a hierarquia tem mais níveis. Todos os itens de indexedDB são associados com um objeto de armazenamento que é então associado a um banco de dados, e finalmente um banco de dados é associado a uma origem.

Você pode clicar em cada item da árvore para expandir ou contrair seus filhos. A árvore funciona em tempo real, então se um novo objeto for adicionado (adicionando um iframe, por exemplo), ele vai ser adicionado para cada tipo de armazenamento automaticamente. Clicar nos itens da árvore vai mudar os dados de na tabela à direita. Por exemplo, clicar em uma origem que é uma filha do tipo armazemento de Cookies  mostrará todos os cookies pertencentes àquele domínio.

Widget tabela

O widget tabela é um local onde todos os itens correspondentes ao item da árvore selecionada (seja uma origem, ou banco de dados) são listados. Dependendo do tipo de armazenamento  e do item da árvore, o número de colunas pode variar.

Todas as colunas no Widget Tabela são redimencionáveis e podem ser ocultados via menu de contexto no cabeçalho da tabela até que apenas duas colunas estejam visíveis.

Cookies

When you select an origin inside the Cookies storage type from the storage tree, all the cookies present for that origin will be listed in the table. The table then has the following columns:

  • Name - The name of the cookie
  • Path - The path property of the cookie
  • Domain - The domain of the cookie
  • Expires On - The time when the cookie will expire. If the cookie is a session cookie, the value of this column will be "Session"
  • Created On - When the cookie was created
  • Last Accessed On - When the cookie was last read
  • Value - The value of the cookie
  • isDomain - Is this cookie a domain cookie: that is, the domain value starts with a "."
  • isSecure - Is this cookie a secure cookie
  • isHttpOnly - Is this cookie http only.

Local storage / Session storage

When an origin corresponding to local storage or session storage is selected, the table will list the name and value of all the items corresponding to local storage or session storage.

IndexedDB origin

When you select an origin inside the Indexed DB storage type in the storage tree, the table lists the details of all the databases present for that origin. Databases have the following details:

  • Database Name - The name of the database
  • Origin - Its origin
  • Version - The database version
  • Object Stores - Number of object stores in the database

IndexedDB Database

When an IndexedDB database is selected in the storage tree, details about all the object stores is listed in the table. Any object store has the following details:

  • Object Store Name - The name of the object store
  • Key - The keyPath property of the object store.
  • Auto Increment - Whether auto increment is enabled
  • Indexes - Array of indexes present in the object store as shown below

IndexedDB object store

When an object store is selected in the storage tree, all the items in that object store are listed in the table. All items have a key and a value associated with them.

When you select any row in the Storage table widget, the sidebar is shown with details about that row. If a cookie is selected, it will list all the details about that cookie.

The sidebar can parse the value of the cookie or local storage item or an IndexedDB item and convert it into a meaningful object instead of just a string. For example, a stringified JSON like '{"foo": "bar"}' is shown as the origin JSON {foo: "bar"}, a key separated value like 1~2~3~4 is shown like an array [1, 2, 3, 4]. Below are a few screenshots giving examples of different types of parsed values:

A stringified JSON being shown as the original JSON in the parsed value section of the sidebar

A string containing key-value pairs being shown as JSON in the parsed value section of the sidebar

A string containing key separated values being shown as an Array in the parsed value section of the sidebar

Etiquetas do documento e colaboradores

 Colaboradores desta página: danieltex
 Última atualização por: danieltex,