We want to help developers like you. Tell us about how you work: http://qsurvey.mozilla.com/s3/Developer-Audience-Survey-V2/?s=mdn

Instalando o B2G no Pandaboard

Esse é um guia para configurar o Firefox OS em um Firefox OS on a PandaBoard, uma placa de desenvolvimento de baixo custo baseada em OMAP 4 utilizada para desenvolvimento de sistemas operacionais móveis.

Essas instruções assumem que você possui disponível um SD Card com no mínimo 4GB de capacidade.

Formatar o SD card

Formate o SD Card seguindo esse guia

Comunicação USB

Para habilitar a comunicação USB com o Pandaboard, siga esses passos. Para o B2G, você estará seguro se usar "0666" nos privilégios de arquivo.

Verifique que o pandaboard está acessível pela USB do seu computador executando:

lsusb

Se você vir algo da Texas Instruments, então você encontrou seu pandaboard, caso contrário, uma dica é desconectar todos os cabos e somente conectar o pandaboard nas portas USB.

Compilando e fazendo o flashing

Após configurar para o pandaboard, nós podemos baixar Negatus. Esse é um agente que executa no dispositivo e pode ajudar a automação/depuração. Negatus será compilado automaticamente após executar ./build.sh, mas você precisa instalar libnspr (apt-get install libnspr4-dev). Após compilar a imagem, a parte complicada é fazer o flashing no seu pandaboard.

Tente seguir as instruções até (e inclusive) 'Initial setup, part 3'. Você pode pular 'Initial setup, part 1' que foi realizado durante a etapa de compilação. Após completar 'Initial setup, part 3' retorne aqui.

Agora você pode executar o comando ./flash.sh e provavelmente tudo funcionará perfeitametne. Se o script flash.sh tentar apagar a partição userdata, remova essa linha. Isso é um problema conhecido listado nas instruções.

Após completar o flashing você precisa reiniciar o dispositivo manualmente desconectando os cabos USB e de alimentação e reconectá-los (o cabo de alimentação deve ser conectado primeiro).

Abaixo algumas soluções de contorno para problemas conhecidos:

"waiting for OMAP4XXX..." quando tentar usar usbboot

Se você receber essa mensagem, desconecte todos os cabos do pandaboard. Somente reconecte o pandaboard via USB. Não conecte o cabo de alimentação. Tente agora executar usboot como sudo.

Erros do Fastboot enquanto executa o flashing

Se você encontrar problemas ao executar os comandos do fastboot, tente executá-los com privilégio de root (por exemplo: sudo <fastboot command...>)

Se o problema for com o pandaboard no modo fastboot (por exemplo: nenhum dispositivo listado ao executar fastboot devices), você pode tentar:

  1. Desconectar todas os cabos do pandaboard
  2. Pressione o botão GPIO
  3. Conecte o cabo de alimentação enquanto pressiona o botão GPIO
  4. Observe o LED. Quando começar a piscar, solte o botão GPIO

Isso colocará o pandaboard no modo fastboot.

Não consegue conectar ao adb

Se você consegue ver o dispositivo no lsusb mas não consegue no adb ou fastboot e ainda, as luzes estão apagadas, remova o cabo de alimentação e reconecte-o. Se as luzes acenderem, você precisa esperar um tempo (no máximo 30 segundos) para o dispositivo ser reconhecido pelo adb.

Algumas vezes, parece que o flashing ocorreu sem problemas mas na verdade não foi isso que aconteceu. Refaça o procedimento (i.e.: execute ./flash.sh) e tente novamente. É recomendado primeiro conectar o cabo de alimentação e depois o cabo USB.

Se mesmo como root receber a seguinte mensagem quando executar adb devices:  "??????????? no permision", verifique a seção "Configurando o acesso USB" nesse site, corrija ou inclua as regras udev. Não se esqueça de reinicar o serviço udev após as alterações.

Etiquetas do documento e colaboradores

 Colaboradores desta página: rbrandao
 Última atualização por: rbrandao,